Fale Comigo no MSN

rapaz.direito@hotmail.com / www.formspring.me/joaopaulobarra

terça-feira, 15 de abril de 2008

CONHEÇA OS PONTOS FRACOS DO CORPO FEMININO E SAIBA COMO DEIXÁ-LA LOUCA

Principais centros de excitação do corpo feminino.
.
Cérebro. Não custa lembra: sexo não envolve só o lado físico - o emocional e o psicológico também precisam contribuir. Respeitar os limites da sua parceira, investir na intimidade e na confiança mútua podem ser bons caminhos para liberar essa área. Frescura? Nada disso: dá para chegar ao orgasmo só fantasiando, como nos sonhos eróticos.
.
Ouvido. A escritora Isabel Allende já diziam que as mulheres possuem dois pontos G: um em cada lado da cabeça. Elas se excitam muito mais com os ouvidos do que com os olhos. Decodificados pela massa cinzenta, elogios, sussurros e sacanagens (dependendo do gosto da freguesa) têm o poder de provocar arrepios de excitação no pêlos do corpo.
.
Lábios. Boa escala para começar exploração. Quando a mulher se excita, seus lábios se enchem de sangue e aumentam de volume. Fina e avermelhada, a pele da boca é supersensível a estímulos de sabor, temperatura e toque. Por isso, o lance é pegar leve: uma mordida sem noção corta qualquer clima.
.
Pescoço e Costas. Como são regiões cheias de terminações nervosas - especialmente a nuca e a base da coluna -, essas áreas imploram por carícias e beijos (evite a baba excessiva) . Para relaxar as costas, que vivem contraídas por causa da tensão, aí, sim, uma massagem com mais pegada cai bem.
.
Seios. Aprecie com moderação: toques, beijos e mordiscadas devem ser na medida certa - senão, vai doer. A região mais sensível são os mamilos: durante a excitação, eles podem ficar eretos, crescendo até 1cm. É raro, mas tem mulheres que "chegam lá" só com a estimulação dos seios.
.
Pés. Taí uma região com terminações nervosas bem próximas da pele. Por sorte, os pés femininos não costuma ser como os nossos, aqueles paraísos de calos e chulés. Mas vá com jeito: massagem não são cócegas! O toque nos pés está muito ligado à sensualidade - alivia o estresse e é sinal de que você já pode tocar um lugar onde poucos encostam...
.
Dobras. Joelhos, pulsos e viva!, as virilhas, são locais onde a pele é mais fina e as terminações nervosas ficam mais expostas. Por isso, você consegue sentir um leve toque na parte de dentro do braço e não no cotovelo. Para descobrir essas áreas, procure a pulsação - com os vasos mais externos, dá para sentir o tum-tum do coração.
.
Vagina. É feita de um tecido muscular bem elástico, que pode se expandir muito durante o sexo. A região mais sensível está no terço exterior da vagina. Ou seja, acariciar a entrada do canal provavelmente vai ser mais eficiente do que mergulhar nas profundezas...
.
Clitóris. Nesse órgão de 0,5cm encontram-se quase 8 mil fibras nervosas - a maior concentração de todo o corpo! Sua única função, oh, inveja suprema!, é dar prazer: quando tocado com jeitinho, o clitóris leva qualquer mulher à loucura. Onde fica? É aquele morrinho na junção anterior dos pequenos lábios, acima da entrada da vagina.
.
Ânus. Sexo anal está longe de ser uma unanimidade. Mas o estímulo não precisa vir do rala-e-rola: o ânus é uma região muito enervada e pode ser acariciada na parte externa. Só não vale apelar pra ponte aérea ânus-vagina: há bactérias que vivem na região anal e que podem causar infecções vaginais.
.
Ponto G. Diz a lenda que uma parte mais enrugada na parede e cima da vagina (em direção à barriga), a uns 5cm da entrada, é extremamente sensível ao toque e pode proporcionar orgasmos inesquecíveis à mulher. É o ponto G, tão famoso quanto polêmico, porque nem todos os especialistas concordam sobre a existência dessa região.
.
.
Mundo Estranho.

Um comentário:

Vanderlei Ponath disse...

Ola sou vanderlei tenho 19 anos, bom nao sei muito a diser sobre iso mas so sei que eu gosto muito de conhecer sobre iso porque iso nos deixa mais preparado na hora H evitando que agente passa algum tipo de mico na hora H com a a parceira.
Obrigado!